Amazônia

    Governo ouve demandas dos produtores rurais de Acrelândia e Plácido de Castro

    Realizando uma peregrinação por todos os escritórios municipais de fomento ao agronegócio do estado, o secretário de Produção e Agronegócio, Edivan Azevedo, esteve no início desta semana ouvindo demandas e conhecendo a situação dos produtores rurais dos municípios de Acrelândia e Plácido de Castro.

    Em Acrelândia, o secretário esteve reunido com membros da Associação Dos Produtores Rurais Do Ramal Campo Novo (Apruracan). O encontro, organizado por Nésio Mendes, membro do Instituto Estadual de Educação Profissional e Tecnológica (Ieptec), serviu para ouvir atentamente as demandas dos produtores que trabalham principalmente com café, banana e mandioca na região.

    Já em Plácido de Castro, o secretário esteve reunido com o prefeito Gedeon Barros, o secretário de Agricultura do município Rui Braga e membros do escritório local da Sepa para tratar das principais necessidades do setor para a região.

    A convite do pastor Carlos França, o secretário conheceu ainda a Agroindústria de Beneficiamento de Mandioca Produzindo Esperança, com material doado pelo governo do Estado e que hoje tem condições de beneficiar três toneladas do produto por dia.

    cageacre webVisita ao armazém da Cageacre em Plácido de Castro - Fotos/Cedidas

    Edivan Azevedo tem aproveitado ainda as visitas aos municípios para verificar as obras financiadas pelo Fundo de Desenvolvimento da Pecuária do Acre (Fundepec) nos escritórios do Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Acre (Idaf), além de vistoriar os armazéns da Companhia de Armazéns Gerais e Entreposto do Acre (Cageacre) e participar da recuperação de máquinas agrícolas para o Fundo Agropecuário Estadual (Funagro).

    “Por onde andamos temos encontrado pessoas animadas e felizes de finalmente serem ouvidas, aptas a trabalhar pelo desenvolvimento do Acre. A meta do governador Gladson Cameli é avançar no agronegócio e, mapeando os municípios e suas particularidades, vamos sendo capazes de nos aproximar mais do produtor”, conta o secretário.

    Image
    Image